COVID-19: Prouni e Fies prorrogam prazo da lista de espera

COVID-19: Prouni e Fies prorrogam prazo da lista de espera

Devido à pandemia do COVID-19, Prouni e Fies alteraram seus cronogramas. Veja as novas datas escolhidos pelos programas governamentais.

6 meses ago - Equipe Cafeina Nerd

COVID-19: O Ministério da Educação divulgou comunicado nesta quarta-feira (18) informando a todos que o período para inscrição nas listas de espera do Prouni (Programa Universidade para Todos) e Fies (Fundo de Financiamento Estudantil) do 1º semestre de 2020 será adiado em razão da Pandemia do novo Coronavírus.

A medida acontece justamente após as informações de que grande parte das universidades brasileiras está fechada e para confirmar a inscrição nos programas e fazer a matrícula é necessário comparecer de forma presencial. O período, por enquanto, não possui um prazo final.

ProUni

No Prouni, os candidatos deveriam comparecer na instituição de ensino até o dia 16 de março para apresentar a documentação comprobatória e realizar a matrícula.

Segundo o MEC, neste momento, os candidatos não possuem prazo final para entregar a documentação na instituição e haverá uma nova data assim que a atividade das universidades em todo o Brasil for normalizada.

O Prouni prometeu 252.534 bolsas de estudos, sejam parciais (50%) ou integrais (100%) para o primeiro semestre de 2020. Podeiam concorrer todos que tiveram nota igual ou superior a 450 pontos no ENEM 2019 e não zeraram a redação. Além dos critérios socioeconômicos que constam no edital.

Fies

O Fies, por sua vez, tinha como prazo final do período de cadastro e convocação na lista de espera até 31 de março. Devido ao COVID-19, um novo prazo para completar as informações e ir às agências bancárias será estabelecido.

A lista de espera é exclusiva para os participantes que não foram convocados no Fies Juros Zero. Já para quem não foi selecionado no P-Fies NÃO é possível se cadastrar em lista de espera.

Em 2020.1 serão ofertadas 100 mil vagas no Fies Juros Zero. Podiam concorrer todos que tiveram nota igual ou superior a 450 pontos no ENEM 2019 e não zeraram a redação

Deixe um comentário