Como funciona o FIES para medicina?

Usar o FIES para medicina é possível? Essa é uma das dúvidas mais frequentes de estudantes que querem entrar na faculdade. Veja como funciona.

21/11/2018 - Equipe Cafeina Nerd

Entrar na faculdade de medicina não é uma tarefa fácil e todos sabem disso. As particulares oferecem um valor alto e as públicas são muito procuradas e concorridas. No entanto, uma ótima opção para quem quer começar uma graduação na área é utilizar o FIES (Fundo de Financiamento Estudantil) ou o P-Fies (Programa de Financiamento Estudantil). O FIES para medicina, assim como o P-Fies, exige que o aluno tenha tirado uma ótima nota no ENEM (Exame Nacional do Ensino Médio) e o auxiliará a pagar as mensalidades durante os anos de formação.

O curso de medicina é o mais procurado em todo o Brasil. A faculdade dura seis anos – isso se o aluno seguir o cronograma e não pegar dependência – e os estudantes aprendem disciplinas como biofísica médica, anatomia humana, saúde mental, saúde da família, epidemiologia, biomorfologia, patologia aplicada, patologia ginecológica, saúde da mulher, clínica cirúrgica, clínica médica, genética humana e microbiologia médica. Após o curso, o médico, geralmente, procura uma especialização, o que leva cerca de 2 anos.

+ SABE O QUE É E COMO FUNCIONA O FIES? VEJA AQUI.

FIES para medicina: como funciona?

Para entrar na faculdade de medicina e utilizar o FIES, o estudante precisa ter tirado uma nota muito alta em alguma edição do ENEM a partir de 2010. E, claro, cumprir com os requisitos básicos do programa, que são:

– Ter feito o ENEM em algum ano a partir de 2010.

– Ter tirado uma nota geral de, pelo menos, 450 pontos no ENEM – o que na verdade acaba sendo muito mais alto.

– Não ter zerado a redação.

– Possuir uma renda familiar de, no máximo, 5 salários mínimos per capita.

Nota de corte Fies para medicina

nota de corte é a pontuação mínima necessária no ENEM para conquistar a vaga com o Fies. Não é possível dizer qual será a nota de corte do Fies medicina para 2019, pois varia ano a ano. De qualquer forma, a média das faculdades brasileiras de medicina foi de 754 em 2017.

O FIES

Os juros cobrados pelo governo no FIES 2019 são de até 6,5% ao ano. É um valor considerado razoável e acessível no mercado brasileiro. Se compararmos a cartões de créditos e afins, os juros do FIES estão bem baixos. De qualquer forma, é importante que o estudante tenha ciência de que está pagando por um valor acima do que o previsto para aquele curso e que terá que arcar com as cobranças futuras.

Deixe um comentário