Educação

O que é ensinado em um curso de relações internacionais?

Conheça mais sobre o curso de relações internacionais e entenda por que o profissional dessa área é uma figura tão importante para a política mundial

19/10/2018 - Equipe Cafeina Nerd
#Curso universitário #Guaduação #Relações Internacionais

No mundo cada vez mais globalizado em que vivemos, as relações entre diferentes países e entre instituições e empresas multinacionais é essencial. Por isso, uma das áreas mais importantes e complexas da atualidade é a das relações internacionais. No post de hoje, conheça mais sobre o curso de relações internacionais e entenda por que o profissional dessa área é uma figura tão importante para a política mundial.

Os caminhos de um mundo globalizado

As relações internacionais conduzem o relacionamento entre povos, nações e empresas no âmbito político, econômico, social, militar, cultural, comercial e legislativo. É, portanto, uma área extremamente complexa e essencial e no contexto globalizado em que vivemos.

Com os países trabalhando cada vez mais em conjunto e com as grandes empresas e organizações alcançando diversas nações, o relacionamento entre eles também se aprofunda e, para isso, é preciso muito estudo e perspicácia para lidar com diferentes culturas, costumes, valores e interesses.

A construção do profissional

O curso de relações internacionais é focado em 3 áreas:
• Política;
• Direito;
• Economia.

Há, também, muito estudo sobre sociologia e história. Assuntos muito discutidos na faculdade são guerra, paz, o papel das organizações multinacionais e a integração entre países.

Durante os 4 anos de curso, aulas práticas colocam os alunos enfrentando e resolvendo cenários simulados envolvendo negociações políticas, empresariais, comerciais e diplomáticas.

Através do que já aconteceu e do que está acontecendo no mundo, os alunos aprendem também a lidar com cenários hipotéticos ou prováveis. É exigida muita leitura do estudante, e quem domina línguas estrangeiras — inglês e espanhol são praticamente obrigatórios — se destaca.

A maioria das universidades exige que o aluno faça um estágio. As opções para isso são agências de consultoria, empresas de logística, empresas de exportação e importação, agências de câmbio e consulados, e outras empresas ou organizações multinacionais. O estágio é muito importante para que o aluno coloque em prática os conhecimentos que aprende em sala de aula e, principalmente, tenha contato direto com a rotina da profissão.

O perfil do profissional

Durante o curso de relações internacionais, as competências trabalhadas junto aos estudantes são a resolução de conflitos, a definição de acordos e a negociação ao lado de diferentes culturas.

Para profissionais dessa área, é essencial ter a mente aberta. Você não pode entrar em negociações ou reuniões com pessoas de outros países carregando ideias preconcebidas sobre eles.

É preciso saber lidar com diferentes culturas, hábitos e formas de pensar, e o profissional de Relações Internacionais precisa ser adaptável para caminhar por esse universo globalizado e diverso de forma confortável.

Isso também é necessário devido à maleabilidade da profissão: você pode ser transferido para outro país, e não vai querer perder a oportunidade de crescer na empresa! Viagens também são frequentes e, por isso, conhecimento ou facilidade para aprender outros idiomas é um grande diferencial.

No atual cenário político mundial e nacional, o profissional de relações internacionais é essencial para que as negociações, conflitos e parcerias aconteçam de forma vantajosa para todos os lados, permitindo que os países ou organizações envolvidos continuem a crescer e a se desenvolver.

O curso de relações internacionais ensina o aluno a pensar de forma globalizada, considerando o contexto de cada país através de sua história política, econômica, comercial e social. Se interessou por essa profissão tão importante no mundo atual?

Deixe um comentário