ENEM deve ter mudanças a partir de 2021 com prova geral e específica

Enem

ENEM deve ter prova geral e específica a partir de 2021

Com as novas diretrizes do Ensino Médio, o ENEM deve sofrer as alterações a partir de 2021.

21/11/2018 - Equipe Cafeina Nerd

O ministro da educação, Rossieli Soares, confirmou nesta terça-feira (20) que o ENEM (Exame Nacional do Ensino Médio) irá sofrer mudanças a partir de 2021. O teste continuará tendo dois dias de prova, porém será um de perguntas gerais e outro de específicas, de acordo com a opção de curso escolhida pelo aluno. A mudança é consequência das novas diretrizes do Ensino Médio, que foram homologadas pelo MEC (Ministério da Educação).

+ FEZ O ENEM? UTILIZE NOSSA CALCULADORA PARA VER QUAL SERÁ SUA NOTA

+ INSCREVA-SE NA NOSSA NEWSLETTER ACIMA

Novas diretrizes do Ensino Médio

O documento homologado pelo MEC trouxe mudanças na Lei de Diretrizes e Bases da Educação no ano passado. A divisão da carga de estudo em duas partes: a primeira segue sendo a Base Nacional Comum Curricular, já a segunda será dividida entre os itinerários formativos. São eles:

  • Linguagens e suas Tecnologias
  • Ciências da Natureza e suas Tecnologias
  • Matemática e suas Tecnologias
  • Ciências Humanas e Sociais Aplicadas
  • Formação Técnica e Profissional

O estudante pode fazer mais de um deles, simultâneos ou não, segundo o ministro Rossieli Soares. Já os municípios pequenos têm que oferecer ao aluno, pelo menos, dois desses itinerários. Outra novidade importante, segundo o ministro, é que os itinerários deverão estar estruturados seguindo quatro eixos: investigação científica; processos criativos; medicação e intervenção sociocultural; e empreendedorismo.

Mudanças do ENEM para 2021

Para 2021, o ENEM continuará dividido em duas provas. Na primeira, os candidatos responderam questões gerais, referentes à Base Nacional Curricular. A segunda será mais específica, com os itinerários formativos.

“O Enem 2019 não terá mudanças significativas. Provavelmente, em 2020 ainda teremos o Enem no mesmo formato. De 2021 pra frente teremos a mudança. A diretriz aponta qual será o caminho. Hoje, os alunos fazem a prova das mesmas áreas do mesmo jeito”, disse em entrevista o ministro Rossieli Soares. Sendo assim, serão feitas quatro provas específicas diferentes, das respectivas quatro áreas de conhecimento.

Para Rossieli, essas mudanças no Enem devem demorar porque é preciso aprovar a Base Curricular e a partir daí começar a construir o banco de perguntas.

Deixe um comentário