Candidatos serão consultados sobre nova data do ENEM, diz ministro

Candidatos serão consultados sobre nova data do ENEM, diz ministro

Ministro da Educação, Abraham Weintraub, diz que candidatos serão consultados sobre possibilidades para uma nova data do ENEM 2020.

10/06/2020 - Equipe Cafeina Nerd
#Enem #ENEM 2020

De acordo com o Ministro da Educação, Abraham Weintraub, os inscritos no ENEM 2020 serão consultados entre os dias 20 e 30 de junho, através de uma enquete, para auxiliar na escolha de uma nova data para a realização do ENEM 2020. Tanto no impresso, quanto no digital.

Os candidatos poderão escolher três datas possíveis – entre elas, duas são para 2021, o que indica a possibilidade de a prova ficar para o ano que vem.

Enquete sobre datas do Enem 2020

OpçõesEnem impressoEnem digital
16 e 13 de dezembro de 202010 e 17 de janeiro de 2021
210 e 17 de janeiro de 202124 e 31 de janeiro de 2021
32 e 9 de maio de 202116 e 23 de maio de 2021

Entre 20 e 30 de junho, os inscritos deverão acessar a Página do Participante (enem.inep.gov.br), com CPF e senha utilizados no cadastro do portal único do governo federal, o gov.br, e indicar um dos períodos acima.

ENEM 2021 pode ser suspenso

Se o ENEM 2020 irá acontecer com atraso devido à pandemia da COVID-19, o ENEM 2021 está ameaçado. Pelo menos é o que diz o Ministério da Educação (MEC). Segundo o ministério, a falta de recursos financeiros pode gerar a suspensão do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2021. A informação faz parte de um ofício enviado ao Ministério da Economia na última sexta-feira (5).

De acordo com o documento, a previsão do orçamento para despesas discricionárias, ou seja, gastos e investimentos que não são obrigatórios, é de R$ 18.780,1 bilhões para o ano de 2021, valor abaixo dos R$ 22.967,8 bilhões definidos para 2020. 

Segundo o Ministério da Economia, tal diminuição no orçamento pode causar prejuízos e até mesmo inviabilizar o maior vestibular do Brasil. A restrição de verba pode resultar no fechamento de cursos, campi e até mesmo instituições de ensino públicas. 

Deixe um comentário