Prouni divulga lista da 2ª chamada para o 1º semestre de 2020

Prouni divulga lista da 2ª chamada para 2020.1

Candidatos podem fazer a matrícula através do Prouni até o dia 28 de fevereiro

10 meses ago - Equipe Cafeina Nerd
#ProUni #Prouni 2020.1

Foi divulgada na manhã desta terça-feira pelo Ministério da Educação (MEC) o resultado lista da segunda chamada do Prouni 2020.1 (Programa Universidade para Todos). Para acessar a lista é simples. Basta entrar em: http://siteprouni.mec.gov.br/

Os candidatos, que ainda podem estudar no 1º semestre de 2020, precisam entregar a documentação que comprovem os requisitos do Prouni até o dia 28 de fevereiro.

Quem não foi selecionado nem na primeira e nem na segunda chamada do Prouni 2020.1, pode manifestar interesse na lista de espera entre 6 e 9 de março.

Para concorrer às bolsas, era necessário ter feito o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2019 e tirado, no mínimo, 450 pontos na média da prova. Quem zerou a redação está eliminado do processo. A atual edição do Prouni vai selecionar estudantes para 251.139 bolsas parciais e integrais para faculdades privadas com base nas notas do Enem.

Novo calendário do ProUni

  • Inscrições do Prouni 2019: 29/01/2019 a 01/02/2019
  • Resultado da primeira chamada do Prouni 2019: 04/02/2019
  • Resultado da segunda chamada Prouni 2019: 18/02/2019
  • Comprovação de informações Prouni 2019:

Primeira chamada: 04/02/2019 a 12/02/2019

Segunda chamada: 18/02/2019 a 25/02/2019

  • Lista de Espera Prouni 2019: 07/02/2018 a 08/02/2018
  • Resultado da lista de espera: 11/03/2019
  •  Comprovação de informações da lista de espera do Prouni 2019: 12/02/2019 a 13/02/2019

Bolsas integrais e parciais

De acordo com a renda do candidato e a nota na última edição do ENEM, o ProUni define se ele receberá uma bolsa integral ou uma bolsa parcial. Quanto maior for a avaliação no ENEM, mais chances de obter a aprovação.

Bolsa integral: 100% de desconto para o aluno durante o curso. Aqui, o estudante deve ter uma renda familiar mensal de até 1,5 salário mínimo por pessoa. Em torno de 65 a 70% das bolsas ofertadas são nessa modalidade.

Bolsa parcial: 50% de desconto para o aluno nas mensalidades do curso. Ou seja, o estudante arca com metade do valor e a outra metade é paga pelo Governo Federal. Vale ressaltar que o que muitos fazem quando conseguem bolsa parcial é financiar o restante através do FIES. Aqui, o candidato pode ter uma renda familiar mensal de até 3 salários mínimos por pessoa.

Deixe um comentário